Selecione uma localidade

Comprar e vender pela web é bom. É prático.


Houve um tempo na História da humanidade que o homem não sabia que além de
comer frutos silvestres ele poderia plantar e colher. Quando ele descobriu este método de
trabalho, teve início a Era da Agricultura que durou quase 4000 anos, até o surgimento da
Revolução Industrial, no século 18. Desde então, a humanidade tem trabalhado num ritmo
 

frenético que culminou no século 20 com a  Era da Informação e, mais recentemente,

demos início no século 21, à Era da Inteligência Social, tendo o foco na qualidade das

relações interpessoais.
Ora, se na época em que plantar e colher, a moeda era a “terra”, na Era Industrial o
trunfo foi o capital, na era da Informação o que mandava no mundo era o conhecimento –
agora, na era das relações humanas o que manda
no mundo é a capacidade de interagir com

os outros de maneira saudável e produtiva.
Esta “mudança de moeda” – do conhecimento para o poder de relacionamento –
causou um impacto direto na forma de comprar e vender. Atualmente, temos a loja do Jeff
Bezos no celular, o que modificou não apenas a experiência de compra, mas o mercado
logístico e de consumo de maneira vertiginosa. Ainda me surpreendo todas as vezes que o
entregador da Amazon bate na minha porta, 2 ou 3 dias antes do prazo esperado.
O que esta experiência nos ensina? Que na Era das Relações Humanas, a forma
com que as empresas se relacionam com seus clientes precisa mudar. É preciso tornar as
coisas rápidas, práticas e agradáveis para que a experiência de comprar não seja
desgastante, demorada e complicada demais, ao ponto de desistir de levar o item
desejado e “deixa-lo” no carrinho.
Por isso, iniciativas que visam aproximar as pessoas – permitindo que quem queira
comprar encontre quem queira vender – ganharão cada vez mais espaço na mente dos
consumidores. De sites de notícias a guias virtuais, de lojas on line a sites de profissionais
liberais, há na rede, uma imensidão de pessoas que agora podem se encontrar e se
relacionar sem que aja o desgaste do elemento humano, que em muitos casos é o que
impede uma empresa “off-line” de vender. O poder de comprar e vender pela rede está no
fato de que pela tela de um smartphone ou computador você – cliente – tem a
oportunidade prática de conhecer mais pessoas no mesmo segmento, encontrar novos

prestadores de serviço e empresas perto de você, sem a necessidade de se deslocar até
uma loja, para só então, saber que não tinha o que você queria ou perceber que o atendente

não estava num dia legal...
Este é o impacto da Era da Inteligência Social nas relações de compra e venda pela
internet: só os melhores permanecerão. As empresas terão que manter em seus quadros
de funcionários apenas aqueles que sabem interagir bem ao vivo e pela tela. Mais do que
em qualquer outra era do desenvolvimento humano, “o cliente é o rei” e cada vez mais tem
tudo na palma da mão.
Para que a sua empresa se prepare e aproveite a praticidade de comprar e vender
pela internet, comece hoje mesmo a anunciar o seu negócio e quais as vantagens seu
público-alvo tem em comprar de você ao invés de seu concorrente. Não espere o cliente te
procurar porque quando ele fizer isso, há uma grande chance de ele topar com um
concorrente seu. Esqueça esta história de que “para vender seu cookie de nozes, você
precisa de um site feito pela agência ‘WBB1-Experts’, um perfil ‘top’ no Facebook,
Instagram e vídeos de receita no Youtube...”. O que você precisa mesmo, é aparecer na
rede. E você consegue fazer isso anunciando em sites com ótimos preços e condições
para você aparecer. Não se preocupe com rankeamento. Ainda é cedo. Para dar os
primeiros passos e aproveitar o que a rede tem a oferecer para vendedores e
compradores, você precisa de um site que anuncie você e se ocupe de colocar o nome

da sua loja na frente do seu cliente.

Esta é a beleza da rede! Aproximar você e seu cliente e deixe que as relações
humanas façam o restante...

Ensino Finanças Negócios Publicidade Tecnologia

Faça o download do nosso aplicativo

Você não pode ficar de fora dessa!